quarta-feira, 29 de abril de 2009

Estrelas de Papel no Ano da Astronomia!


De 29 de Abril a 31 de Julho

TESOUROS DA ASTRONOMIA NA

EXPOSIÇÃO | Comissariada por Henrique Leitão | 29 de Abril a 31 Julho | Entrada livre

Informação recolhida no site da BNP

" Integrada nas comemorações do Ano Internacional da Astronomia, que se celebra em 2009, a Biblioteca Nacional de Portugal organiza uma exposição em que pela primeira vez será apresentado um conjunto fundamental das obras mais emblemáticas da história da astronomia, manuscritas e impressas. Uma oportunidade rara para conhecer um património cultural que revela a evolução da mais antiga das ciências exactas – a Astronomia – e testemunhar o fascínio que o espectáculo da abóbada celeste exerceu em todos os povos e culturas, nas suas expressões tanto científicas como estéticas.

Constituída por quatro núcleos documentais, complementados por alguns instrumentos astronómicos de época, a Exposição começa por apresentar :

os Antecedentes da Revolução Astronómica, com obras de Ptolemeu, Sacro Bosco, Afonso X, Regiomontano e Pedro Apiano, entre outros, mostrados através de manuscritos de Alcobaça, códices árabes, incunábulos e edições do século XVI.

Em A Revolução Astronómica mostram-se raras edições de autores célebres como Copérnico, Tycho Brahe, Galileu, Kepler, Riccioli, Hevelius e Newton. Um núcleo dedicado aos Atlas Celestes reúne os exemplares mais significativos da evolução da representação das constelações, estrelas, planetas e cometas desde o século XV, com a sua enorme riqueza iconográfica.

Como último núcleo, A Astronomia em Portugal exibe impressos e manuscritos de autores portugueses entre os quais Pedro Nunes, Sardinha de Araújo, Manuel Bocarro, Castro Sarmento, Eusébio da Veiga e Monteiro da Rocha, assim como edições portuguesas de autores estrangeiros.

Edições relacionadas

O Catálogo da exposição, com o mesmo título, recolhe e apresenta o rico património documental exibido na exposição, sendo amplamente ilustrado para evidenciar o interesse científico das peças assim como a grande qualidade das representações cosmográficas e de instrumentos astronómicos de excepcional valor estético. Integra, ainda, estudos sobre aspectos relevantes da História da Astronomia, por académicos portugueses.

A BNP edita em fac-símile a obra de Manuel Bocarro, Tratado dos cometas que appareceram em Novembro passado de 1618, publicado em Lisboa, por Pedro Craesbeeck, em 1619, que testemunha a existência e circulação de correntes intelectuais não aristotélicas em Portugal e o seu surgimento aquando dos debates cosmológicos das primeiras décadas do século XVII. O fac-símile é publicado conjuntamente com um estudo de Henrique Leitão.

É, ainda, editada uma colecção de 12 postais reproduzindo imagens das representações mais significativas dos astros, da abóbada celeste ou de actividades e instrumentos astronómicos. "

Não esqueçamos que:

Ptolomeu, cientista grego, pôs a Terra no centro do Universo,
Sacro Bosco defendeu a forma esférica do nosso planeta,
Afonso X , avô de D. Dinis, rei de Portugal, construiu tabelas com as posições dos planetas apoiando-se nos conhecimentos árabes,
Regiomontano, astrónomo quinhentista, acreditava que a Terra não se movia,
Pedro Apiano foi o desenhador da astronomia ptolomaica,
Copérnico foi autor da teoria que retirou a Terra do centro do Universo,
Tycho Brahe , dinamarquês, esteve na origem de algumas das mais importantes descobertas da Astronomia ,
Galileu cujas observações foram determinantes para a confirmação de que os planetas giram à volta do Sol,
Kepler foi autor das leis do movimento dos planetas,
Riccioli foi um dos maiores estudiosos da Lua) ,
Hevelius é considerado o fundador da topografia lunar,
Newton foi descobridor da lei da gravitação universal, que explica a atracção entre os corpos e
Pedro Nunes, matemático, que aperfeiçoou o sistema de Ptolomeu.

E acima de tudo não esqueçamos que a Astronomia foi a primeira ciência exacta e não a Matemática ( sniff!!!) como muitos julgam ter sido!

Visita, tem interesse!

Scientia - Brevíssima Bibliografia sobre a História das Ciências Exactas em Portugal - Henrique Leitão
Ciência Hoje - Jornal de Ciência, Tecnologia e Empreendedorismo
Centro de História das Ciências Universidade de Lisboa



Sem comentários: