terça-feira, 9 de dezembro de 2008

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos



10 de Dezembro de 2008


Considero que se deveria comemorar este dia na nossa escola!

Não vejo qualquer movimento nesse sentido, o que me entristece!

Pretendo discutir este assunto nas minhas turmas e promover uma actividade.

Procurando, procurando, decidi-me por uma que consta no kit da Netprof e como não sei se todos terão acesso a esta página aqui a evidencio.


ACTIVIDADES DE REFLEXÃO
1. UMA ÁRVORE DE DIREITOS HUMANOS



" Grupo-alvo: 1ºCiclo a Secundário
Os participantes trabalham em conjunto para criar uma
imagem que ajude a definir os direitos humanos e as
necessidades humanas.
Tempo: 30 minutos
Materiais: Marcadores, cartolina
Amnistia Internacional Portugal 1 2
PROCEDIMENTOS
1. Peça aos participantes, divididos em pequenos grupos, para desenharem uma
árvore numa cartolina grande.
• Escreva na árvore (sob a forma de folhas, frutos, flores ou ramos) os
direitos que eles consideram que todas as pessoas necessitam para viver
em dignidade e justiça.
• Uma árvore de direitos humanos precisa de raízes para crescer e florescer.
Dê raízes à árvore e classifique-as com as coisas que fazem os direitos
humanos florescer. Por exemplo, uma economia saudável, o cumprimento
da lei ou a educação universal.
2. Quando os desenhos estiverem completos, peça a cada grupo para apresentar a
sua árvore e explicar as suas razões para os pontos que incluiu.
IR MAIS ALÉM
1. Compare os frutos, folhas e ramos com artigos da Declaração Universal dos
Direitos Humanos e escreva o número do artigo ao lado de cada ponto.
2. Exponha estas árvores na sala de aula ou em locais públicos.
3. Identifique questões de direitos que sejam de especial interesse para si e para a
sua comunidade. "

in Netprof

Convém consultar as propostas de actividades e de leituras que este site propõe.

Sem comentários: