segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Sem tempo...

Ando com muito, muito pouco tempo...
Hoje: 8 horas de aulas- 45 minutos de almoço e tudo na escola pública!
4h a preparar uma ficha de trabalho!

Será que estou ainda com cabeça? ou terei de novo um AIT?

Não sei, mas qualquer coisa me vai dar, não estou a aguentar!!!

"Tradicionalmente, os realistas sobre o tempo defendem a existência do tempo separadamente da mente humana. Os anti-realistas sobre o tempo, principalmente os idealistas negam, duvidam ou problematizam tal existência separada." aqui

... "O segundo problema diz respeito à individualidade (e objetividade) do conceito de tempo. Em 1908, após ter estudado a teoria da relatividade, o grande matemático Hermann Minkowski iniciou sua célebre conferência dizendo: "As visões do espaço e do tempo que eu desejo expor diante dos senhores brotaram do solo da física experimental, e aí está a sua forca. São radicais. De agora em diante o espaço em si mesmo, e o tempo em si mesmo, estão designados a dissolver-se em meras sombras, e somente em uma espécie de união dos dois subsistirá uma realidade independente". Esta união é o espaço-tempo, e aprendemos com a teoria da relatividade que a sua decomposição em espaço e tempo separados depende do observador, isto é, é subjetiva. Eis o segundo problema. Mais surpreendente ainda é o terceiro, fruto da relatividade geral, lançada por Einstein em 1916. Aqui aprenderemos que é possível agir sobre o espaço-tempo, e, portanto, sobre o tempo. Deixa o espaço-tempo seu papel passivo de palco dos acontecimentos para tornar-se, ele mesmo, um sistema físico, e atinge-se, finalmente, a possibilidade de estudar o sistema físico por excelência: o Universo como um todo. A história do Universo é a história do tempo, como bem a designou S. W. Hawking, grande físico teórico inglês contemporâneo. " aqui



Empire Of The Sun - Walking On A Dream

Sem comentários: