domingo, 31 de agosto de 2008

sábado, 16 de agosto de 2008

Schnappi Das Kleine Krokodil

Vou a caminho e certamente vou cantá-la muitas vezes para a Inês, Beatriz e Luzinha!

Não percebem nada, tal qual os meus filhos e primos não percebiam, mas adoravam!

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

I like to move it...

Já só faltam 15 dias !

E...


quinta-feira, 14 de agosto de 2008

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Cúpula Geodésica e andar como os pinguins!


Sobre o Ano Internacional da Terra já referimos aqui alguns eventos e relembrámos atitudes que devemos ter para perservar este nosso condomínio!

Agora, sobre o Ano Internacional dos Oceanos, não falámos muito nas aulas, nem a professora A, de Geografia, me fez qualquer referência, pelo que nem me lembrei desta efeméride!

Bom, mas vamos agora falar um pouco das comemorações sobre os Oceanos e associá-las à Matemática.

Até ao dia 16 de Agosto, decorre o "Festival dos Oceanos" com a "Polar Experience" , que recria dentro de um igloo , uma experiência polar.

Andar como os pinguins!

Vão até lá e façam como estes meninos...




oiçam aqui a entrevista e vejam as imagens!


Domo, Cúpula Geodésica, Igloo


Tantos nomes, dirão! É verdade, a palavra mais conhecida é o Igloo, mas Domo e Cúpula geodésica são palavras que se usam para denominar uma estrutura arquitectónica, similar ao igloo e à palhota africana ,construções, estas, que o homem usa deste os primórdios da civilização.

A construção do Igloo e da Palhota, assentam em processos arquitectónicos que pressupõem uma estrutura geométrica, que lhes conferem a sustentabilidade necessária para suportarem os condicionalismos atmosféricos a que estarão sujeitas.

O Domo ou a Cúpula geodésica apareceram mais tarde, na história da arquitectura e foram sempre alvo de estudo, e estudo comparativo com o que à natureza se assemelha.

Richard Buckminster Füller, um arquitecto do século passado, seguindo os princípios gregos e na busca de atingir mais qualidade de vida para todos os homens com cada vez menos recursos, centrou os seus estudos naquilo que ele designava como "Comprehensive Anticipatory Design Science", criando assim o Domo geodésico, estrutura criada fruto das suas pesquisas e estudos com o objectivo de encontrar o máximo de eficiência na tecnologia das estruturas.

"Os conceitos geométricos estudados por Fuller têm sobrevivido ao seu criador de forma inesperada: a estrutura biológica dos vírus, dos quasi-cristais e dos buckminsterfullerenos (a terceira forma alotrópica do carbono puro, para além do diamante e da grafite, excluindo o carvão, que é amorfo) demonstram bem que Buckminster soube interpretar os fundamentos geométricos da natureza, para além do que, talvez ele mesmo pudesse predizer.in wikipedia"

"Cúpulas geodésicas ou domos geodésicos são estruturas cuja construção se baseia no facto de que quando quatro triângulos se combinam de modo a formar uma pirâmide sendo a própria base desta pirâmide também um triângulo forma-se um tetraedro.

Juntando-se vários tetraedros para formar uma esfera e cortando-se a esfera ao meio , o hemisfério assim formado revela-se um domo de extraordinária resistência e de leveza excepcional." in Wikipédia

Contudo, podemos construir um Domo de forma mais fácil!

Vejam neste vídeo da Hila Science, colocado no Google Vídeos, como se pode construir com cartolina um Domo.

Apenas com triângulos! A estrutura geométrica mais estável, como já estudámos e provámos nas aulas de Geometria.

Lembram-se das pavimentações? Ora bem, aqui temos, não pavimentação, mas a construção de ma estrutura a 3 dimensões e como sugestão, tentem construir sólidos geométricos com triângulos, quadrados, pentágonos, hexágonos!

Vamos lá, vejam se conseguem e como conseguem...

No 1º período será esta uma das tarefas! ( para quem estará no 10º ano)


Aqui para ver o filme




terça-feira, 12 de agosto de 2008

Já não há ruído no blog!

Consegui resolver o problema do ruído do jogo do Plumber!
Mas sempre que se queira jogar é necessário desligar o som.

Aproveito e sugiro o 4 em linha

Joga-se alternando com o computador com o objectivo de colocar 4 peças azuis em linha, vertical. horizontal ou diagonal!

Bom jogo!

http://www.topjogosonline.com/

O céu, de dia é azul, de noite é preto, porquê?


Esta é uma pergunta que provavelmente já todos fizemos, porque é que de dia vemos o céu azul e de noite não o vemos dessa cor, pelo contrário o céu negro parece ser transparente , permitindo nas noites de céu limpo vermos a chuva de estrelas, as constelações e até a Via Láctea?

A primeira pessoa a tentar dar uma resposta coerente e bem fundamentada foi o físico britânico John Tyndall, em meados do século XIX.

Defendeu que a cor azul do céu podia ser causada pelo modo como pequenas partículas de pó ou gotículas de água podiam reflectir a luz azul da luz branca do Sol, que por ter comprimentos de onda curtos dispersava-se em todas as direcções do céu enquanto que a luz laranja e vermelha, que tem comprimentos de onda maior, podia atravessar o céu sendo relativamente pouco afectada.

Quando foi conhecida a existência das moléculas, outros cientistas compreenderam que a dispersão teria de ser feita pelas próprias moléculas do ar.

Foi só em 1910 que Albert Einstein provou, através de cálculos, que a cor azul do céu é produzida pela luz dispersa pelas moléculas do próprio ar (oxigénio e azoto).

A luz branca do Sol é na realidade uma mistura de todas as cores do arco-íris e aqui.

Este facto foi demonstrado por Isaac Newton, que usou um prisma de vidro para separar as diferentes cores que formam o conhecido espectro de luz visível.

As diferentes cores de luz são caracterizados pelo seu comprimento de onda. A parte visível do espectro estende-se desde o vermelho, com um comprimento de onda de cerca de 720 nm (nanómetros) até ao violeta, com cerca de 380 nm, com o laranja, amarelo, verde, indigo e azul.

Ora se as moléculas presentes no ar dispersam mais a luz com comprimentos de onda mais curtos, o céu deveria ser violeta!?

Paradoxo, não?

Como é que o céu é azul?

Sabe-se que grande parte da luz violeta é absorvida na alta atmosfera, pelo que nos chega muito pouca luz neste comprimento de onda.

Contudo, para que vejamos o céu azul temos de saber como é que os nossos olhos trabalham!

A retina localizada nos nossos olhos tem três tipos de receptores, denominados de vermelho, azul e verde.

Estes são mais sensíveis à luz correspondente a estes comprimentos de onda.

Deste modo os nossos olhos quase não conseguem detectar a luz violenta e como resultado vemos o céu azul.


Mas vejam aqui o Professor Rui Agostinho, com a sua arte de bom comunicador, a explicar a razão de o céu ser azul!

domingo, 10 de agosto de 2008

Perseidas, caindo no céu!

"A ciência será sempre uma busca e jamais uma descoberta.
É uma viagem, nunca uma chegada." - Karl Popper http://vlastudio.com

Lembrei-me que 3ªfeira é dia 12 de Agosto!


É um dia importante cá em casa, para além de fazer anos a Tia L, é um dia, em que todos os anos na Ericeira, fazia com que os meus filhos olhassem o céu e vissem uma "Chuva de Estrelas"!


Deitávamo-nos na areia da praia ou no terraço da casa das arribas e ...bom, havia a mania de pedir um desejo mal se visse cair uma!

Esta mania de olhar o céu já me vinha de Moçambique, lá onde a imensidão é ...bom direi,
maning grande!!!


Mas vamos ao que interessa, no dia 12 de Agosto, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa, "a partir das 21h a Constelação de Perseus aparecerá acima do horizonte, a Nordeste, e a Lua Nova surgirá às 00:02, esperando-se uma noite particularmente espectacular para observar o pico das Perseidas.

Se o estado do tempo ajudar, além da chuva de estrelas é possível "observar Marte (mesmo na constelação do Touro) e as constelações de Verão já aparecerão em todo seu esplendor: Escorpião, Sagitário, Cisne, Pégaso, etc.".


Mas já hoje, Domingo, se olharmos o céu, podemos ver cair as "estrelas"!

Mas não são estrelas a cair, são meteoros, são as Perseidas!




vídeo retirado de http://lastfeeling.blogspot.com/

Os meteoros são "pequenos pedaços rochosos, a maioria menor que uma ervilha"provenientes de um cometa, que entram na atmosfera a uma velocidade muito elevada, cerca de 212.400 km/h

No caso das que vemos em Agosto, são as Perseidas, são pequenos pedaços rochosos que provêm do cometa Swift-Tuttle, cuja cauda cruza a órbita da Terra.

Se são pedaços rochosos que caem, como é que parecem estrelas? Ou seja, porque emitem luz?
Não emitem luz, não têm luz própria, eles aparecem luminosos no céu porque o atrito que causam na atmosfera devido à velocidade a que viajam aumenta a sua temperatura até ficarem incandescentes.
Quem está no campo verá melhor esta Chuva de Estrelas, do que quem está nas cidades, como sabem, a luz das cidades projectam a sua luminosidade para o céu não permitindo a escuridão necessária.
Mas mesmo assim, façam esta experiência que o professor Rui Agostinho, astrónomo, sugere:

"o melhor é encontrar um ponto de observação com um horizonte visual desimpedido, que permita ver bem todo o céu, e estar num grupo de amigos. "

"Como ninguém consegue ver todo o céu ao mesmo tempo, podem deitar-se no chão com as cabeças juntas, a formar o centro de uma estrela, e cada um ficar responsável por um gomo do céu, contando quantas estrelas vê em determinado período de tempo na sua área de responsabilidade", para depois de uma hora compararem quantas estrelas viram e saber quantas apareceram", sugeriu.

"Cada um pode ainda fazer um desenho da trajectória das estrelas cadentes que viu e, se juntarem os desenhos, podem ver que a origem delas parece ocorrer num determinado ponto do céu, o chamado 'ponto radiante'", disse.
No caso das Perseidas os meteoros parecem estar a "nascer" na Constelação de Perseus.
Já agora consulta a tabela das "Chuva de Estrelas"

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

...uma pausa, por uns dias!


O tempo é pouco para estar com eles...

Até breve!

terça-feira, 5 de agosto de 2008

....às voltas com o teste diagnóstico!



Qual é o número mínimo de cores necessárias para pintar as faces de um cubo, de modo a que duas faces da mesma cor nunca se toquem?

E se pintarmos as arestas, qual ser´
a o número mínimo de cores necessárias, de modo que duas arestas da mesma cor não se toquem?

_________________________ ......... ___________________________


Levei a semana quase toda de volta do teste diagnóstico que devo aplicar aos meus alunos, já, já em Setembro...

Nem sei que anos vou leccionar!!! A escola é assim... e depois faz-se tudo em cima do joelho?

Bom estamos de férias, dizem-me! Mas a cabeça pensa, pensa e fazem-se leituras...

E lembrei-me deste teste, porque não? Não é para saber o o QI, mas é para os alunos aprenderem a fazer analogias, a seguir uma sequência, a equacionar um problema, a visualisarem no espaço, ou até mesmo, aprender a lutar contra as adversidades !!!

experimentem aqui

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Dança, dança

Tito Paris - Danca Ma Mi Criola


sábado, 2 de agosto de 2008

Amizades!

Hoje é mais um dia especial!

Para a J :)




Há 40 anos eramos assim, no Carnaval, com o Ernesto, em LM!