quarta-feira, 11 de junho de 2008

Lembram-se de rodar o pé?

Foi há uns dias atrás, Pé na mão? Mão no pé? o que é então?lembram-se? aqui
Experimentaram?
Que vos aconteceu?
O pé girou ao contrário, de imediato!
Deram conta?

Então espreitem aqui a justificação.




E agora F, já percebeste que o teu pé também girou ao contrário?

1 comentário:

Flip disse...

Em 10 tentativas o meu pé mudou de orientação 2 vezes, sendo que nas restantes manteve a rotação no sentido do ponteiro do relógio.

Estive a ouvir com alguma atenção a justificação que o Sr. Krampf dá sobre o fenómeno e não estou totalmente convencido. Dizer que a mão tem prioridade sobre o pé é, quanto muito, uma constatação, verifica-se que o pé tende a seguir a mão.

Já experimentou rodar o pé esquerdo e a mão direita?
E começar por rodar a mão direita, e depois o pé direito? O que aconteceu?


Um exercício muito comum para aquecer os músculos antes da prática desportiva consiste em rodar os braços, como se estivessemos a nadar. Já tentou rodar um braço num sentido, como se estivesse a nadar crawl, e o outro no sentido inverso, o movimento do estilo costas.

Tente iniciar o movimento de ambos os braços simultaneamente e depois tente separadamente. Presumo que vai ser tão díficil como manter a rotação original do pé.

O exemplo mais claro de que o movimento da mão não tem necessáriamente de se impor ao do pé pode ser demonstrado procedendo na ordem inversa: Comece por rodar a mão direita num sentido e depois o pé no sentido inverso.

Pode ser só defeito profissional, mas a questão parece-me estar longe de ter uma resposta clara :)

P.S. Quanto ao facto de eu ter mantido a rotação do pé, presumo que possa estar associado ao facto de tocar piano , o que impõe uma clara independência dos membros.

Bom trabalho!
Beijinhos
Filipe